quarta-feira, maio 18, 2005

''Quanto Vale ou É por Quilo?'', filme que critica o Terceiro Setor

A revista Época dessa semana, traz consigo uma matéria, sobre o lançamento do filme Quanto Vale ou É por Quilo?, de Sergio Bianchi, que ataca o Terceiro Setor.
Vejamos a Matéria:
O Terceiro Setor, reunião de entidades, instituições filantrópicas e organizações não governamentais que tanto se multiplicaram na onda de engajamento contra as injustiças sociais, agora virou alvo. Vinculado às ações afirmativas e de compensação a índices socias negativos, o segmento é vítima sa crítica aguda de Quanto Vale ou É por Quilo?, o novo filme do sempre provocador Sergio Bianchi, que estréia nba sexta feira 20. Na visão dop filme, além de estimular caixas dois e malversação de fundos por parte de seus combatentes, a miséria é lucrativa. Enquanto houver movimentação de dinheiro em torno dela, não será interessante exterminá-la. Isso significa acabar com postos de trabalho e enterrar um setor significativo da economia.
Conforme o filme, a verba empregada, em vez de transforma-se em ações diretas para os supostos beneficiados(a população carente), destina-se à manutenção da estrutura do assistencialismo. Seria uma economia ruminante, que capta fundos, na maioria dos casos, apenas para existir." É verdade. Gasta-se mais para manter a empresa em vez de pensar outras possibilidades de trabalho para a sociedade", concorda Leno Silva, gerente de comunicação social do Instituto Ethos.Na avaliação de Marco Milani, coordenador do Núcleo de Estudos do Terceiro Setor, o principal problema das organizações é a incapicidade de administrar dinheiro e a falta da cobrança por resultados da parte de quem investe." O efeito perversivo disso é o Estado ou as empresas alimentarem entidades ineficientes. O filme é importante para que se preste mais atenção no produto final, se os recursos estão produzindo riquezas para quem consome", afirma.
Isso àcima foi a parte principal que a equipe achou sobre a matéria da revista Época.
A equipe Work, gostaria de saber dos alunos, e principalmente dos professores, o que os mesmos acham dessa matéria sobre o filme, que vem de encontro com nossas espectativas do trabalho que está sendo realizado por todas as equipes do curso de jornalismo, de todos os semestres.
Grato, Equipe Work.
Fonte: Revista Época